Feeds:
Posts
Comentários

Archive for abril \26\UTC 2010

alberto antonini da viña hormigas.

almoço e degustação com o enólogo e sócio da viña hormigas, o italiano alberto antonini não é qualquer hora que temos.

um profissional sério e simpático, pioneiro entre os europeus que acreditaram no potencial de mendoza e um idealista que conhece muito, e tem uma bela carreira.

aprendi muito. degustamos um bonarda, o colonia de las liebres2008 e uma vertical dos malbec.

aquecimento para a maratona da semana na expovinis.
em breve detalhes na coluna do terra magazine.

Anúncios

Read Full Post »

são paulo recebeu, no último dia 22 de abril, mais uma grande prova de vinhos do douro e do porto, realizada pelo instituo dos vinhos do douro e do porto. 27 importadores se fizeram presentes.
foi uma demosntração de pujança da região.
além dos tradicionais vinhos do porto, hj a região é uma potência, nos tranquilos. tanto brancos quanto tintos. e os espumantes tb não ficam atrás.

os tintos são o destaque, sempre com muita personalidade e cortes de cepas tradicionais. muito diferentes dos vinhos do alentejo, por exemplo, que usam e abusam de cortes com uvas francesas.

entre muitos famosos e velhos conhecidos, reencontrei um vinho delicioso que tem uma excelente relação custo benefício: o quinta das peixotas reserva 2001. um corte de touriga franca, tinta roriz e tinta barroca, com 14% de álcool. tem a cor vermelha escura, nariz muito frutado, encorpado e macio. final longo. vale mais do que os aproximadamente R$50 que custa. encontre na baid’nher (011 38453029 ou http://www.baidnher.com.br).
outra delícia é o casa burmester reserva tinto 2006, da mesma casa produtora dos porto burmester. leva touriga nacional, touriga franca e tinta roriz e tem 14% de álcool. cor muito forte e concentrada. nariz elegante com fruto maduro, algo de especiarias e lenha. taninos muito agradáveis e fruta persistente na boca. R$103 na adega alentejana.

muito bons também os vinhos da quinta de la rosa trazidos pelaravin (www.ravin.com.br ou 55745789).
um branco 2007 com um corte de 60% viosinho e o restante leva rabigato, malvasia e códega do larinho. não passa em madeira e é muito elegante com seu acidez delicada e seus toques cítricos.

o quinta de larosa reserva 2007 ( touriga nacional, touriga franca , tinta roriz e rinta barroca) é muito concentrado e elegante. com uma força aromática que entre a fruta e a baunilha. passa 15 meses em barricas.

Read Full Post »

nota triste.

hoje estive no lendário restaurante de pinheiros Caverna Bugre, a casa do sensacional filé alpino, onde se bebe cervejas nacionais e importadas muito boas , degustam-se croquetinhos que só se encontra lá, entre outras coisas. é um lugar de gastronomia muito peculiar. meio alemão, meio suiço, meio brazuca, mesmo.
frequento há uns 30 anos. desde que o velho pai , sr claudio , trabalhava quase sozinho. depois foi substituído pelo filho mais velho, o luis. mais recentemente quem passou a tomar conta foram seus irmãos miguel e eduardo.
pois é, hj fiquei sabendo da morte recente do miguel, o irmão do meio.
uma perda para a gastronomia tradicional paulistana. tomei um dry martini em sua homenagem.
sentimos falta de sua simpatia e seu jeito bonachão.
mas tenho certeza que o padrão vai ser mantido.
força eduardo e toda equipe do caverna bugre.

Read Full Post »

quem conhece gosta. quem não conhece, precisa conhecer.

Read Full Post »

deveria haver uma série dessas…

Read Full Post »

eu gosto e não nego!

achei essa matéria que informa que em são francisco também se bebe muito. eu sabia da argentina. até já escrevi sobre.

ta .

Read Full Post »

é. parece que nos países escandinavos além de salário desemprego os caras tem que arranjar coisa para fazer à noite. que dura, às vezes, 18 hs…

aí eles fazem isso:

ou isso:

ok. piada de músico.

Read Full Post »

%d blogueiros gostam disto: