Feeds:
Posts
Comentários

Archive for junho \30\UTC 2011

Anúncios

Read Full Post »

aqui na companhia do livro do querido Breno.

Read Full Post »

Read Full Post »

Read Full Post »

Read Full Post »

Read Full Post »


Os vinhos portugueses Montaria 2010, Porta da Calada 2010 e Baron de B branco 2009

A ViniPortugal promove anualmente um concorrido evento chamado Vinhos de Portugal. Quase perdi o deste ano. Emails não recebidos, chuva e ventos acima da média, trânsito titânico e lá estava eu chegando ao local com apenas mais uma hora para desfrutar as maravilhas das terras lusas.

Pouco tempo, fila para estacionar, muvuca e muitas opções de produtores e importadores. Que fazer? Apesar das usuais dicas de colegas de que tal vinho “é imperdível”, aquele outro “ganhou 200 pontos do Parker” , “este é o vencedor do teste de hoje, etc.”, minha opção foi o que se pode chamar de impressionista/oportunista.

Os produtores com menos fila, mais desconhecidos, me chamam à aventura. E quase sempre a aposta é recompensada. Há alguns anos, foi assim que conheci um dos vinhos portugueses de que mais gosto, ainda sem importador no Brasil, o Marka da Durham-Agrellos.

E da mesma maneira provei alguns grandes vinhos nesta semana. Alguns mais pretensiosos e caros. Outros mais “realistas”. Entre estes me chamaram a atenção os vinhos trazidos por uma pequena e jovem importadora. Diria uma “importadora de garagem”: Adega dos 3 (www.adegados3.com), formada por duas brasileiras e um português, que se propõe a importar apenas “achados” de qualidade oriundos de pequenos produtores e ficar numa faixa de preço de até R$ 100. Enfim, o sonho de muito consumidor.

Os vinhos que provei são três alentejanos:

Montaria 2010, da zona de Estremoz, este corte de trincadeira, aragonez e alicante bouschet, que não passa em madeira, tem cor rubi translúcida, aroma de frutas intenso e notas de tabaco. É muito agradável na boca, com taninos muito bons. Cai bem tanto num bate-papo quanto numa refeição descompromissada. Deve custar aproximadamente R$ 24,00.

Outro tinto interessante é o Porta da Calada 2010. Leva aragonês, trincadeira e syrah. Cor vermelho vivo, aromas de ameixas e especiarias. Boca equilibrada, com bom corpo e acidez. Taninos domados, apesar da juventude. Sai por ótimos R$ 28,00.

O vinho mais interessante, porém, é Baron de B branco 2009, produzido com a casta antão vaz. Um reserva fermentado em barricas novas de carvalho francês e que passa por 8 meses de battônage. Sua bela cor âmbar claro, com reflexos verdes e amarelos, promete já um vinho especial. Mas seus aromas é que realmente nos surpreendem. Com toques de cravo e frutas brancas, na boca tem o corpo e a untuosidade de grandes brancos do novo mundo. O que pode não agradar um apreciador de leves europeus. Apesar disso, mantém frescor, elegância e uma complexidade importante. O preço um pouquinho mais salgado do que os outros: R$ 85,00. Mas não é definitivamente um vinho de entrada e sim de uma gama superior. É para harmonizar com um prato mais, digamos, complexo. Os três vinhos devem estar disponíveis no mercado brasileiro em outubro. Aguardemos os resultados da Adega dos 3.

Outra novidade é a Tambuladeira (www.tambuladeira.com), outra empresa, desta vez portuguesa, com uma proposta parecida para exportação, mas uma gama maior de vinhos e de regiões representadas. Não tenho os preços nem previsão de estreia no mercado nacional.

Destaco deles uma curiosidade do Douro, o Bétula, um corte de sauvignon blanc e viogner. Muito interessante, com ótimo frescor e aromas provenientes da sauvignon blanc, somados ao corpo e força da viogner. Um vinho no mínimo diferente.

Outro vinho que agradou foi o rosado Rovisco Garcia 2009, do Alentejo. Um corte de aragonez, syrah e touriga nacional, com cor salmão, aroma frutado e um paladar muito fresco. Escapando ao padrão de rosés do novo mundo e península ibérica, geralmente mais encorpados e de sabor muito forte, este é delicado, elegante e lembra o estilo do sul da França.

Mais uma vez, Portugal prova que ainda guarda um enorme potencial de surpresas. Que aportem por aqui.

*publicado originalmente no portal terra magazine

Read Full Post »

Older Posts »

%d blogueiros gostam disto: